SOPA DE LÁGRIMAS


A mulher do mulla Nasrudin estava muito zangada com ele. Por isso lhe trouxe uma sopa fervendo, e não o avisou de que ele poderia queimar-se ao tomá-la.

Mas ela também estava com fome e, assim que a sopa foi servida, sorveu um gole. Lágrimas de dor verteram de ses olhos. Mas mesmo assim ela ainda esperava que o mulla se queimasse.

– Minha querida, que aconteceu? – Perguntou Nasrudin.

– Eu só estava pensando na minha pobre e velha mãe. Quando viva, ela gostava muito desta sopa. Por isso as lágrimas.

Nasrudin então tomou um gole escaldante da própria tigela.

Lágrimas lhe escorreram pelo rosto.

– Está chorando, Nasrudin? – perguntou a mulher.

– Estou! Estou chorando ao pensar que sua velha mãe está morta, pobrezinha! Mas que deixou alguém como você na terra dos vivos –justificou Nasrudin.

 

 

VOLTAR PARA VER MAIS HISTÓRIAS >>>