A LINGUAGEM DO LOUCO


Um místico deteve Nasrudin na rua e apontou para o céu, querendo dizer:

– Existe apenas uma verdade, que tudo cobre.

Dessa vez, Nasrudin vinha acompanhado de um erudito que andava procurando o fundamento lógico do sufismo. O homem disse para si mesmo:

– Este homem está louco. Nasrudin deve tomar precauções e fazer alguma coisa contra ele.

Efetivamente, o Mulla revistou a mochila e dela tirou um pedaço de corda.

O erudito pensou:

– Excelente! Poderemos agarrar o louco e amarrá-lo, caso ele se torne violento.

O “louco”, olhando a corda, riu e saiu andando.

– Muito bem feito, – disse o erudito – você nos salvou dele.

– Na verdade, meu gesto apenas significou, – disse Nasrudin:

– A humanidade comum tenta alcançar esse ‘céu’ por métodos tão inadequados quanto esta corda.

E acrescentou:

– Parece que ele entendeu.

 

 

VOLTAR PARA VER MAIS HISTÓRIAS >>>