A AGULHA PERDIDA


Uma noite as pessoas viram Rabia procurando algo na rua, em frente de sua cabana. Elas se reuniram - a pobre velha estava buscando algo. Elas perguntaram: "Qual é o problema? O que você está buscando?" E ela disse: "Eu perdi a minha agulha".

Assim, eles também começaram a procurar.

Então alguém perguntou: "Rabia, a rua é grande, a noite está chegando e logo não haverá mais luz; e uma agulha é uma coisa tão pequena - se você não nos contar exatamente onde ela caiu, será difícil encontrá-la".

Rabia disse: "Não pergunte isso. Não levante essa questão de modo algum. Se você quer me ajudar, ajude, caso contrário, não levante essa questão".

Todos eles pararam - todos aqueles que estavam procurando - e disseram: "Qual é o problema? Por que não podemos perguntar isso? Se você não diz onde ela caiu, como nós poderemos ajudar?"

Ela disse: "A agulha caiu dentro da minha casa".

Eles disseram: "Você enloqueceu? Se a agulha caiu dentro da sua casa, por que você a está procurando aqui?"

E ela disse: "Porque a luz está aqui. Dentro da casa não há luz nenhuma".

Alguém disse: "Mesmo que a luz esteja aqui, como podemos achar a agulha se ela não foi perdida aqui? A atitude correta seria levar a luz para dentro da sua casa, só assim você pode achar a agulha".

E Rabia riu: "Vocês são pessoas tão espertas com pequenas coisas. Quando vão usar suas inteligências para suas vidas interiores? Vi todos vocês buscando do lado de fora e sei perfeitamente bem, sei pela minha própria experiência, que aquilo que estão buscando está perdido dentro. A benção que estão buscando, vocês a perderam dentro - e vocês a estão buscando fora. E a lógica de vocês é essa, porque seus olhos podem ver facilmente o lado de fora, e as suas mãos podem tatear facilmente o lado de fora, porque a luz está fora, vocês estão procurando fora".

"Se vocês são realmente inteligentes", disse Rabia, "então usem a inteligência de vocês. Por que estão buscando a benção no mundo exterior? Vocês a perderam ali?"

Eles ficaram emudecidos e Rabia desapareceu para dentro de sua casa.

Extraído do livro "Sufis - O Povo do Caminho" de Osho

 

 

 

VOLTAR PARA VER MAIS HISTÓRIAS >>>